Galeria Ana Lama

FotografIa_ Stratos Ntontsis
Performance_ Rocío Boliver
Imagem/ Montagem_ Margarida Chambel

 

A Galeria Ana Lama mantém, desde 2016, o compromisso de integrar artistas internacionais num ciclo com apresentação mensal. O projeto explora uma vertente literária à volta de uma curadora levada ao exílio, construindo-se uma performance contínua em que a programação é feita por um personagem em deriva – Ana Lama.

A FEA (Fake Extrene Art) é o espírito que aí vem, a assunção da função humorística e da metaironia, a criação e programação concretizadas de forma extrema, na dúvida e na construção de múltiplos objetos que ampliem o resultado daquilo que é experimentado em performance, vídeo e literatura.

FEA Vídeo – A vertente vídeo do ciclo Fake Extreme Art explora um formato semi-presencial de performances feitas ao mesmo tempo para a câmara e para um público ao vivo, numa galeria nómada – o que resulta em objectos híbridos, vídeos de vários artistas que tentam reconfigurar o sentido do tempo e do espaço, num processo colaborativo entre os performers, os programadores, um realizador e a equipa da Galeria Ana Lama.

Explora-se também uma vertente editorial de livros em que a escrita afirma o cruzamento entre literatura e performance e é um tributo e uma forma de manter o legado transgressivo de uma curadora fantasma.

Em suma Tudo faz parte da meta-ironia de uma radicalidade, em que o extremo se afirma na própria condição auto-crítica da arte. A performance, como um meio de vanguarda tem em si uma atitude auto-crítica; perguntamos como passar esse posicionamento crítico para o vídeo e escrita – testando para isso como captar tudo o que envolve a ação, como se fossem palcos sucessivos que se escondem ou desnudam infinitamente.

 

Nuno Oliveira. Direcção Artística / Escrita
Margarida Chambel. Direção Artística / Imagem

Márcio-André de Sousa Haz. Realização de Vídeo
Roberto Álvarez Gregores. Direcção de Arte / Apoio à Comunicação
Gabriel Marmelo. Registo Vídeo
João Salvação. Registo Vídeo
Stratos Ntonsis. Registo Fotográfico
Ana Azevedo. Comunicação 
Colectivo Bu. Comunicação
Studio Sponja. Website
Maia Horta. Tradução
Joaquim E. Oliveira. Revisão de textos

República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes
Câmara Municipal de Lisboa
Polo Cultural das Gaivotas
Junta de Freguesia de Arroios
Junta de Freguesia de Alvalade
Clube Atlético de Arroios
Estufa Fria
Panorâmico de Monsanto
P’LA ARTE, plataforma cívica
Performing Arts Hub Norway (PAHN)
FBAUL
EA FBAUL
ESTC da Amadora
Height Places

Apoiar

Ao contribuir para a Galeria Ana Lama estás a apoiar uma comunidade de artistas auto-sustentada.
O projeto não tem fins lucrativos, todos os apoios e venda de obras visam garantir a autogestão e continuidade dos processos de pesquisa em torno de uma linguagem interdisciplinar, para a criação de objectos integrados, uma galeria portátil – entre a performance, o vídeo, a literatura e a paisagem.

Mais informação através do email: galeriaanalama@gmail.com